Pelotas Pública


Descomplicando o Hino Nacional Brasileiro
julho 20, 2009, 9:41
Filed under: Não Relacionado | Tags: ,

Eu estava estudando Língua Portuguesa, quando me deparei com a questão: “Quem é o sujeito da frase: ‘Ouviram do Ipiranga as margens plácidas de um povo heróico o brado retumbante’?” Errei! Achei que era sujeito indefinido, confesso, mas, na verdade, o sujeito é “margens plácidas (do Ipiranga)”.

Decidi, então, estudar o significado de cada frase do hino e encontrei uma cartilha, do Amigos da Escola (http://amigosdaescola.globo.com/), no site do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Social (http://www.cenpec.org.br/), bem interessante, que compartilho aqui com vocês.

Hino Nacional

Francisco Manuel da Silva (Música)
Joaquim Osório Duque Estrada (Letra)

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
(ordem direta: As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico)
E o sol da liberdade em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
(ordem direta: O nosso peito desafia a própria morte, em teu seio, ó Liberdade, se conseguimos conquistar o penhor dessa igualdade com braço forte.)

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
de amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.
(ordem direta: Um sonho intenso, um raio vívido de amor e de esperança desce à terra, Brasil, se a imagem do Cruzeiro resplandece em teu céu formoso, risonho e límpido)

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E teu futuro espelha essa grandeza.

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada,
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!
(forma direta: Ó Brasil, florão da América, fulguras iluminado ao sol do Novo Mundo, deitado eternamente me berço esplêndido, ao som do mar e à luz do céu profundo.)

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores,
“Nossos bosques têm mais vida”,
“nossa vida” em teu seio “mais amores”.

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
(forma direta: Brasil, (que) o lábaro estrelado que ostentas seja símbolo de amor eterno)
E diga o verde-louro desta flâmula:
Paz no futuro e glória no passado.

Mas ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge a luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada,
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

About these ads

3 Comentários so far
Deixe um comentário

Oi Rafa,
adorei tua iniciativa, nem só de críticas Pelotas precisa, temos que ressaltar o que tem de belo, é uma cidade de tradição histórica com perfil cultural muito intenso. É muito bom demonstrarmos amor por nossa terra.
beijos da tia cheia de orgulho por teus feitos.
Tia Adri

Comentário por Adriane de Magalhães da Fonseca

Viva o hino nacional! Que nós todos desde muito pequenos já sabiamos cantar!

Comentário por Miguel de Magalhães Rombaldi

como e o autor da frase ‘nosso bosque tem mais vida’

Comentário por tulio




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: